Free Hosting

Free Web Hosting with PHP, MySQL, Apache, FTP and more.
Get your Free SubDOMAIN you.6te.net or you.eu5.org or...
Create your account NOW at http://www.freewebhostingarea.com.

Cheap Domains

Cheap Domains
starting at $2.99/year

check

 

Nota: meus comentários estão em cores, os de Hermman, em preto.

 

 

Como de hábito, passo a refutar, uma a uma, cada afirmação de nosso companheiro Hermman.

HERMMAN - Apenas quis estabelecer
o diálogo, penso ser bem melhor deixar as coisas as claras.

Os seus termos foram: "Os moderadores preferem fugir do assunto"; "os moderadores reprimem"; "os moderadores estão escondendo"; "os moderadores fazem 'camuflagem'..."

Queira notar que as expressões não são simples alusões a características pessoais no sentido de ver ou abordar certo ponto de vista com preconceito, mas descrevem atos moralmente objetáveis. Até onde sei, termos como "camuflagem", "esconder" ou "fugir" subentendem crassa desonestidade, uma transgressão moral.

Se isto não é atribuir ma fé, então não sei mais o que "má fé" significa. perdôe-me, mas se seu objetivo era "estabelecer o diálogo" e "deixar as coisas claras" - e não o de atribuir má fé aos moderadores - deveria ter selecionado melhor suas palavras.

HERMMAN - 2: Se tiver "religião" como a forma de adoração que eu pratico, creio
que a referência a Russel está errada. Esforço-me a seguir os ensinamentos de Jesus Cristo. Ao mesmo tempo não é o simples caso "maior estima e admiração" por Russel como seu sarcasmo (mordaz como sempre) dá a entender. Acho que foi um homem que se esforçou em servir a Deus, evitou alguns erros comuns da maioria das igrejas da época e cometeu erros de interpretação que não tem nenhuma relação com as atuais crenças das testemunhas de Jeová, dos que você repete com freqüência. Ao mesmo tempo, considerando que você já foi TJ também o sarcasmo também é válido para você.

A "forma" de religião praticada pela instituição da qual você é publicador registrado e na qual você batizou-se e, por meio da qual você distribui literatura - e, consequentemente, suas idéias - É a religião fundada pelo Sr. Charles Taze Russel, o mesmo apontado por anos como sendo "o servo fiel e prudente" pela literatura da religião a qual você pertence. Negar isto é negar a lei da gravidade. Em sua descrição, você parece subestimar o papel dele, subentendendo que era apenas mais um "irmão". Vamos a algumas provas:

"Sempre que outros lhe perguntavam: 'Quem é o servo fiel e prudente?'- O irmão Russel costumava responder: 'Alguns dizem que sou eu; enquanto outros dizem que é a Sociedade.'"

"Ambas as declarações são verdadeiras; pois o irmão Russel era de fato, a Sociedade no sentido mais absoluto..."

A Sentinela de 1/3/1923, pág. 68

"Não há ninguém hoje na verdade atual que possa honestamente dizer que recebeu conhecimento do plano de qualquer outra fonte além do ministério do irmão Russel, direta ou indiretamente."

A Sentinela de 1/5/1922, pág. 132

"Em essência, mostramos que a Sociedade é uma organização inteiramente religiosa; que os membros aceitam como seus princípios de crença a santa Bíblia, conforme explicada por Charles Taze Russel;"

Anuário de 1976, pág. 106

"Todos os Estudantes da Bíblia [Testemunhas de Jeová], seguidores do Pastor Russel, sabem quão veementemente vem ele advertindo, há 40 anos que este dilúvio de espíritos virá com certeza."

O Mistério Consumado (1917), pág. 126

Parecem claras as declarações acima, não Hermman? Foram escritas sob "direção teocrática? Se responder sim, não terá como explicar satisfatoriamente os absurdos nela contidos; se responder não, estará negando a direção teocrática apregoada pela Sociedade no que diz respeito aos ensinos do "Escravo Fiel e Discreto", desde 1919. E note que as declarações abrangem tanto o período ANTES da escolha do "Escravo", como APÓS esta pretensa nomeação. Infelizmente, Hermman, a única desculpa de que você dispõe contra estas provas é a de que são "velhas luzes", o que me faz pensar que muito daquilo em que você crê hoje, em algumas décadas, também constituirá "velhas luzes". E o pior, todo e qualquer absurdo, presente ou futuro, ensinado pela Sociedade Torre de Vigia - quaisquer que sejam suas consequências - estará, por antecipação, absolvido. E, por favor, não diga que estou fugindo do assunto. O ponto é: a pessoa que idealizou e fundou a religião que você pratica ao ir aos Salões do Reino ou ao campo - e as provas acima confirmam isto - preocupava-se mais com a informação do que com a fonte dela, sendo este o assunto em apreço. Neste ponto, eu concordo com ele, muito embora eu não fosse ao ponto de buscar a verdade com Satã...

Ademais, suas próprias palavras denunciam sua admiração e estima pelo Pastor Russel, já que o descreve distintamente como "um homem que se esforçou em servir a Deus, evitou alguns erros comuns da maioria das igrejas da época" , como se outros, a exemplo de Martinho Lutero, não tivessem feito a mesmíssima coisa ou até mais. A coragem de Lutero foi ainda maior do que a do fundador da sua religião, pois enfrentou - ao risco de sua própria vida - a temível Inquisição, publicando 96 teses contra a poderosa autoridade eclesiástica da época e não cometeu o lamentável erro do Pastor Russel de especular quanto à vinda do Armagedom. Todavia, a sua religião acusa o Protestantismo de "praticar a religião da qual o diabo é o autor".Quer provas? Leia a pág. 212 do livro Enemies, de 1932 - 13 anos após a 'aprovação' do "Escravo fiel e Discreto". Comparo sua relação com a Sociedade Torre de Vigia, Hermman, com a relação de um homem que, tendo se casado com uma ex-prostituta, prefere não falar do passado dela, ou 'branqueá-lo' ou chamá-lo de "velha luz", afirmando que os atos atuais desta mulher nada tem a ver com seu passado, que ela é a melhor esposa que poderia ter tido - ainda que esta mesma esposa, não tendo abandonado totalmente suas práticas anteriores, continue a acusar duramente outras pessoas de prostituição e condená-las, esquecendo, ou melhor, ignorando seu passado comprometedor, como se ele jamais tivesse existido. Este passado não serve sequer para induzir à humildade.

Mais uma coisa: fui doutrinado como TJ aos 10 anos de idade. Nesta idade, penso que você próprio se converteria até ao Islamismo ou ao Candomblé.

HERMMAN - 2: É bem curioso bem como Odracir faz citação dos estatutos da lista como um código de leis o que me faz perguntar se você ou é advogado ou tem mania de legalismo como infelizmente alguns irmãos (cuja atitude você parece condenar com veemência). É ÓBVIO QUE OS "ALGUNS ASSUNTOS A QUE ME REFERI SÃO RESPEITO A ORGANIZAÇÃO E A ADORAÇÃO QUE AS TESTEMUNHAS PROFESSAM, acontece que esta envolve diversos aspectos dos quais vocês aparentemente bloquearam (correção: parece-me que o principal por detrás disso é você ee não o idealizador da lista, Cid, o qual me parece muito mais razoável e diplomático)

É mais curioso ainda que você faça uso desta falsa analogia - induzindo à confusão entre os termos "estatuto" e "legalismo", como se a ausência do segundo significasse a ausência do primeiro. Acha que, quando se condena o legalismo religioso, está se defendendo a ausência da lei, ou a anarquia? Associações, clubes, o Estado ou a sala da casa de alguém possuem leis, Hermman, pois do contrário a convivência humana se torna impossível. O mesmo se dá com uma mail-list. Isto é bem diferente de uma organização por-se no lugar de "único canal entre Deus e os homens" e, a partir desta premissa, passar a legislar detalhadamente sobre cada aspecto da vida de seus membros, indo além do que está escrito na Bíblia e exigindo, sob pena de desassociação, a plena adesão e concordância daqueles sob seu domínio - e é a isto que nos referimos com o termo "legalismo". Não tente criar uma semelhança entre duas coisas totalmente diferentes. Se você criar uma mail list e eu me associar a ela, terei que me submeter às regras que você estabelecer para ela. Espera-se de cada um aqui que faça o mesmo. Se alguém discorda, poderá escolher entre respeitar o estatuto e permanecer ou sair e criar sua própria sala virtual. Mas permanecer, desrespeitando o estatuto, não. O que acontece na sua casa se um visitante desrespeita certas normas? Você lhe sugere que mude sua atitude ou que se retire. Significa isto que você é um legalista? Pelo seu raciocínio, parece que sim...

Quanto ao ad hominem dirigido a mim como responsável por deliberadamente tolher a liberdade de expressão dos membros desta sala - liberdade esta da qual você parece querer fazer uso para lançar descrédito sobre a lista ou para fazer uma imagem negativa dos que saem da Torre de Vigia - lamento informá-lo que você, meu amigo, cometeu mais um fragoroso equívoco: as sugestões quanto às apologias a serem evitadas aqui foram fruto de longas conversas entre mim, o Bill e o Cid. Tais questões já foram levantadas aqui há quase um ano, muitos e-mails foram emitidos, mas nenhuma determinação mais enérgica foi tomada. Algum tempo depois, quando um principiante, o qual não era TJ, emitiu um e-mail fazendo apologia do espiritismo, a reação da maioria dos membros nesta lista foi totalmente adversa e, caso permitíssemos a continuação destas coisas aqui, a lista certamente se esvaziaria, coisa que parece estar mais de acordo com seus planos, não com os nossos. A maior parte dos e-mails que recebi foram de apoio às medidas. O seu, eu já esperava que fosse contra. Assim sendo, eu e Cid estamos de pleno acordo quanto a este tema. Tanto é verdade que ele sempre envia as sugestões e o estatuto aos principiantes. Porisso, foram assinadas tanto por mim quanto por ele. Duvida? Pergunte a ele...

A propósito, não sou advogado. Você parece achar que tenho talento para isto, o que considero um elogio. Muito obrigado.

HERMMAN - 2: Se entre as reportagens que você se refere acha-se a Veja sobre a importação de uma perua pela sociedade, que eu me lembre as organizações religiosas podem requerer isenção de imposto sobre importação, estou enganado? Ademais não estou tentando desviar atenção de nada, apenas acho que associado às suas experiências ou opiniões pessoais sobre a organização as pessoas devem se sentir livres para expressar também suas outras opiniões.
Sem que se "camufle" artificialmente o mensageiro. Tal qual você (que foi a fonte da "sugestão" e o único realmente interessado nisso) parece sugerir.

Aqui, Hermman, você demonstra completa desinformação quanto à lei de importação. Sugiro-lhe ler um pouco a respeito, pois a própria revista "Veja" dá detalhes. A lei a que você se refere permite a entidades não lucrativas, tais como orfanatos, partidos políticos e organizações religiosas, importar bens com isenção de imposto, DESDE QUE A ENTIDADE PROVE QUE:

1) O bem é essencial à sua atividade, dele não podendo prescindir.

2) Não existe similar a ele em mercado nacional

3) O bem não se destina à obtenção de lucro

A própria Receita Federal - e não os "apóstatas" - viu irregularidades no negócio, convocou a Sociedade e fez algumas indagações. Eu sugiro que você, Hermman, forneça as respostas:

1) Por que 2 luxuosas peruas Lumina eram essenciais às atividades de Betel?

2) Não poderiam as atividades ser realizadas, sem qualquer prejuízo, por veículos nacionais (como uma Kombi, conforme sugeriu um funcionário da Receita)?

O Sr. Augusto Machado, representante de Betel, apresentou, como justificativa, o argumento infame e pueril de que as peruas se destinavam " às nossas atividades assistenciais". Para um leigo, a explicação pode até parecer convincente. Mas para nós que sabemos muito bem que a Torre de Vigia não mantém atividade "assistencial" alguma - creches, asilos, santas casas - exceto sua venda de literatura, este argumento deixa muito a desejar. Outro dia, alguém sugeriu tratar-se de "doação" dos irmãos da Alemanha. Quanta infantilidade! Além de não ter sido esta a explicação oficial, escapa-lhe o fato de que doações também estão sujeitas a imposto, exceto se cumprirem os requisitos da lei. Tem você alguma explicação melhor que estas, Hermman? Aguardo...

Ah, só mais um detalhe: outra entidade "não lucrativa" também foi convocada a dar explicações por tentar burlar a lei da mesma forma, importando dois luxuosos BMW - o PRN. Isto mesmo , o partido do ex-presidente Collor. Consegue imaginar Jesus Cristo sendo convocado pela Receita para dar explicações ao lado de tão ilustre companhia? Em caso negativo, que dizer do "Escravo" dele em tal situação?

Quanto à sua afirmação -"você (que foi a fonte da "sugestão" e o único realmente interessado nisso) ", sugiro-lhe que, antes de fazer acusações infundadas, busque inteirar-se melhor dos fatos. Isto evitará que, no futuro, você volte a cometer injustiças como esta.


HERMMAN - 2: Mais uma vez, impressiona-me a comparação com um tribunal no que estamos levantando aqui. Acontece, que não é uma questão jurídica aqui. Ainda assim, tribunais e julgamentos humanos são imperfeitos, o divino não.

Quanto a este último comentário, Hermman, não se esqueça que não é no "tribunal Divino" que a Torre de Vigia julga, mas nas humanas e falíveis "comissões judicativas" - tão imperfeitas quanto os tribunais humanos dos quais ela se serve quando conveniente.

Quanto à minha comparação, tenho a dizer o seguinte:

O que há aqui é uma questão de avaliação sim, de juízo sobre os métodos e ensinos da Sociedade Torre de vigia de Bíblias e Tratados, pois, do contrário, que sentido haveria em investigá-los? Esta lista não é um banco de praça, onde se "bate papo" sobre amenidades nem uma conversa de mesa de bar, na qual todo e qualquer ponto de vista é benvindo. É um fórum sério, repito, de TJ's independentes (embora isto pareça um tanto contraditório para com os ensinos da entidade), ex-TJ's e TJ's em conflito com sua fé na organização. Eu disse fé na organização, conforma incentiva A Sentinela de 1/3/1979, não fé em Deus, muito embora a lavagem cerebral a que são submetidas as vítimas as leve a confundir Deus com a Sociedade, fazendo com que a perda da sua fé nesta segunda implique, em alguns casos, no colapso de sua fé em Deus. Muito me estranha que uma pessoa que defende "comissões judicativas" - instituições tão "imperfeitas" quanto qualquer outra - onde todos os princípios básicos de justiça são desconsiderados, venha a esta lista contestar uma análise jurídica das atitudes de um grupo de 13 homens que governam a vida de 6 milhões de pessoas, para seu próprio prejuízo, como diz Eclesiastes 8:9. Mesmo fazendo parte da "defesa" da instituição, mesmo tendo espaço para expor evidências contrárias às nossas, caso disponha delas, mesmo vendo que procuramos nos ater a provas documentais, mesmo não tendo sido expulso daqui por dissidência, julga injusta nossa atitude. Hermman, que tal começar a "faxina" pela sua própria casa, ou seja, a Sociedade Torre de Vigia? Diga-me, ONDE, na estrutura dela, há espaço para as discussões abertas que fazemos aqui? Você sabe, tanto quanto eu, que se for flagrado aqui, será submetido a uma comissão judicativa e se não assumir o compromisso de se retirar, será sumariamente desassociado. Duvida? Faço-lhe um desafio: revele sua presença aqui ao superintendente de Distrito (com detalhes) ou envie correspondência a Cesário Lange, informando que participa de uma lista "apóstata" com o intuito de defender a Organização, aguarde o resultado e nos comunique. Aí você saberá se são os moderadores desta lista os intolerantes...

: Isso não é verdade, apenas acho que se o ponto aqui é expor pensamentos com relação a Organização deve-se deixar as pessoas a vontade para expor outros assuntos também sem camuflar. Mais uma vez você faz menção da lei do país como se de alguma forma fosse contra isso, ao meu ver não faz muito sentido que a organização se detesse a falar de pontos de sua história que ELA SE ESFORÇOU EM CORRIGIR desfocando-se do seu real objetivo que é voltar as pessoas para uma relação pessoal com Jeová e Seu Filho.

Gostaria de saber se a Organização tem tido êxito no seu "esforço para corrigir" pontos no que diz respeito a:

a) O fracionamento do sangue (com as contínuas liberações/proibições)

b) A proibição do serviço militar e alternativo, no caso do Brasil e em outros países, onde milhares de jovens são jogados no ostracismo da "cassação" política, enquanto "valorosos" anciãos carregam consigo - sob a desculpa do "direito adquirido"- suas carteiras de Reservista e os privilégios que ela lhes proporciona

c) A proibição de votar (permite-se o comparecimento, mas o voto deve ser nulo)

d) A proibição de cumprimentar um desassociado

e) A proibição de investigar os argumentos ou evidências em contrário ao que a instituição ensina

f) A proibição de realizar um aniversário natalício, ao passo que se permitem aniversários de casamento, de firmas ou festinhas de despedida de betelitas ou missionários

g) A obrigação de distribuir literatura da Sociedade de porta em porta

h) Os ataques a outras denominações religiosas, ao passo que se esquece de sua próprias mazelas

i) A proibição de discordar de um ou outro ensino da Sociedade (sem ser classificado de "fraco"espiritualmente ou "apóstata")

j) A ocultação do caso Swaggart, o qual motivou o novo arranjo de literatura - sob a desculpa infame do "de graça recebeste, de graça dai"; a ocultação das declarações à Sociedade Internacional de Direitos Humanos (Bulgária); a ocultação do motivo real da mudança da capa da "A Sentinela"de 15/9/1982 (plágio); a ocultação do motivo real para a Sociedade ter se registrado no México como entidade "cultural", até bem poucos anos atrás (preservação de bens em seu nome); a ocultação do conteúdo da carta a Hitler e da Declaração de Fatos, no livro Proclamadores etc. etc. etc.

Não concorda que, para uma Sociedade que quer "mudar" de verdade, a transparência é essencial?

Só mais um detalhe: onde você diz " desfocando-se do seu real objetivo que é voltar as pessoas para uma relação pessoal com Jeová e Seu Filho.", leia-se: "desfocando-se do seu real objetivo que é voltar as pessoas para a Organização como "canal" de Deus, de modo que estas mesmas pessoas não percebam que todas as asneiras e mentiras praticadas por esta mesma Organização anulam completamente a teoria da "direção teocrática" e da "escolha do 'Escravo Fiel e Discreto', em 1919..."

HERMMAN - 2: Que você faça isso pessoalmente, procurando algum respaldo bíblico para isso eu até entendo. Mas sugerir isso para pessoas que muitas vezes têm até dúvida sobre a veracidade dela isso eu questiono. Se for usar a fonte de seu sofisma o próprio Paulo negou-se a ouvir um testemunho favorável as suas opiniões preocupando-se primeiro com a fonte delas lembra-se disso? - Atos 16:16-18.

O exemplo de Paulo diz respeito a empatia e foi com este sentido que o texto foi mencionado. Isto está expresso em minha mensagem, onde, inclusive, a palavra "empatia" foi grifada. Eu poderia tranquilamente ter mencionado um trecho do I Ching, do Alcorão ou de um livro secular. Todavia, as pessoas nesta lista costumam prezar mais a Bíblia. Portanto, você não conseguiu provar que fiz uso de sofisma. Quanto ao texto que você menciona, onde Paulo e Barnabé eram seguidos por uma mulher sabidamente possessa por demônios, não vejo qualquer paralelo com o assunto em apreço já que: 1) Paulo não estava à busca dela por informação, mas ela o estava seguindo 2) Paulo sabia que a mulher estava possessa e sofria por isto, 3) O que ela dizia em nada auxiliava Paulo em sua missão, na verdade, era pura bajulação ("Esses homens são servos do Deus Altíssimo..."), 4) Paulo conhecia o texto de João 8: 44 e, portanto, sabia que nada de bom ou verdadeiro poderia obter da pessoa de Satanás (estará você a comparar alguém aqui a Satanás?). Todavia, em face daquilo que afirmou na Zion's Watch Tower de julho/1879 ("uma verdade apresentada pelo prório Satanás é tão verdadeira quanto uma verdade mostrada por Deus"), é bem possível que Russel, se estivesse no lugar de Paulo, procurasse obter alguma "verdade" daquela mulher...

HERMMAN - 2: CORRIGINDO: Um dos moderadores...

CORRIGINDO NOVAMENTE: AMBOS OS MODERADORES...

HERMMAN -2 : Mais uma vez você desvia o assunto: o ponto em questão não é A SOCIEDADE, ou erros passados dela. Quem realmente parece desviar destes assuntos é você.

O assunto em questão diz respeito a intolerância (de que você me acusa). Tudo o que faço é demonstrar que a organização que você apoia e cujas idéias você propaga é uma expert em intolerância. E faço isto com provas documentais. Isto dificilmente poderia ser classificado como "desvio" de assunto...

HERMMAN - 2: Concordo com você com relação a algumas outras motivações subjacentes. Porém, mais uma vez É VOCÊ QUE ATRIBUI MÁ MOTIVAÇÃO. Fui criado na igreja batista (já contei minha experiência em e-mails passados) e já tive experiências passadas em igreja pentecostal. Hoje 99% da minha família ainda é protestante. E sei que muitos deles estão realmente desejosos de fazer a vontade de Deus, embora muitas das premissas destes não estejam corretas com relação a identidade do próprio Deus e seu Filho (um assunto fundamental e o mais importante ao meu ver), sem contar com a não disposição de rever as posições quando se apresenta evidência contrária neste assunto. Em contraste sei que embora as testemunhas de Jeová (na verdade muitos da dianteira) tenham cometido alguns erros no passado, muitos destes foram revistos e não possuem nenhuma relação com o ensinamento hodierno das Testemunhas.

Ainda bem que você tem o bom senso de concordar com o óbvio, pelo menos. Eu não atribuí má motivação. Mencionei motivações subjacentes normais a qualquer ser humano, das quais a própria pessoa não tem consciência. Além disso, leia de novo o texto e veja que eu disse que também há outras motivações, e não que só há outras motivações. Aqui, mais uma vez, vejo uma tentativa vã de distorcer minhas palavras. Queira, por favor, tomar tempo para ler algum compêndio sobre psicologia e ele confirmará a "má motivação" a que você se refere.

Seu preconceito com relação aos protestantes é, deveras chocante. Se houvesse algum protestante nesta lista, provavelmente ele ficaria indignado com suas palavras. Quem é a Torre de Vigia para se arvorar em juíza da igreja protestante e dizer em que ela está certa ou errada? O que você acha da relutância da Torre de Vigia em reconhecer seu erro com relação às transfusões de sangue há mais de meio século, ao preço de vidas, em contraste com a relutância da igreja protestante em rever a questão da Trindade, a qual ,não põe em risco a fé ou a vida de ninguém e ainda assim você tem a coragem de dizer que acha "mais importante"? Se a sua religião tem direito a 120 anos de erros sem perder a aprovação de Cristo, por que você não concede o mesmo benefício a outras religiões? Por que você minimiza os erros de sua religião - dizendo que foram os "da dianteira" que erraram, como se isso diminuísse a culpa - e, ao mesmo tempo enfatiza o discutível erro de outra organização? Pode você provar documentalmente que a doutrina protestante está errada? Está disposto a confrontar suas evidências com as evidências dos estudiosos de outras religiões? Acha que a parcela de sua família que continua protestante está condenada no Armagedom, caso não se converta à Torre de Vigia a tempo? Se disser que sim, está arvorando-se em juiz no lugar de Cristo e provando seu preconceito; se disser que não, está a discordar do "Escravo Fiel e Discreto", o que, para mim, não seria novidade.

Seu preconceito salta aos olhos e corresponde à essência dos ensinos da religião que abraçou!

HERMMAN - 2: Mais uma vez impressiona-me seu maniqueísmo e a forte tendência de colocar palavras e ações em outrem. Pessoas defendem opinões as mais diversas com relação a organização e a forma de adoração das testemunhas de Jeová nesta lista. Apenas acredito que elas devem Ter acesso a toda confrontação dialética sem nenhuma "camuflagem". Que eu me lembre a lista não é sobre os mórmons, católicos ou mulçulmanos e sim sobre as Tjs...

Maniqueísmo: tendência a ver as coisas em termos de duas opções apenas, o bem ou o mal, o certo ou o errado, a chamada realidade em "preto e branco" . Ao que me consta, é esta a maneira com a qual a pessoa é condicionada a ver o mundo pela Watchtower. Vejamos: A Torre de Vigia - o "caminho", a moral, a fé; o resto do mundo: a perdição, a perda da moral, a perda da fé. Isto faz, como diz R. Franz, com que muitos prefiram "errar junto" com a Organização do que "acertar sozinhos" ou, fazendo alusão ao texto de Revelação que diz: "Estes são os que seguem o Cordeiro aonde quer que ele vá", diga-se, "Estes são os que seguem a Organização aonde quer que ela vá". Requer, sem dúvida, uma grande dose de desinformação ou de preconceito para se ignorar o fato de que, mesmo que a pessoa veja absurdos na Organização, se observar, entre os que saem, qualquer sinal de degradação, que a pessoa erroneamente julga não existir no interior da organização, ela retornará para lá e conviverá com os absurdos, varrendo-os para baixo do tapete. Em meu e-mail anterior apresentei 8 exemplos de coisas "camufladas" pela organização e você não conseguiu refutar nenhum simplesmente porque é obrigado a se curvar ao peso das provas! A cada prova documental, você apresenta como contra-argumento sua filosofia...


HERMMAN -2 : Embora possa entender os motivos por detrás de algumas recomendações (como por exemplo o entendimento de 2 João 7-9), é verdade não faço o que está recomendado em algumas destas literaturas. Alguns anciãos amigos (3, agora) já leram algumas de minhas mensagens e réplicas de membros da lista e apenas me recomendaram a usar de cautela. Acredito que se caminharmos para a confrontação dialética e o entendimento de algumas razões que levaram a algumas pessoas ficarem tão agressivas e amargas para com a organização (como você em algumas mensagens, falando de uma diversidade de assuntos que muitas vezes desvia do assunto em questão), contribuirei para o crescimento pessoal e melhor compreensão que é necessária inclusive para os que ocupam a dianteira entre as testemunhas de Jeová (e isso tem acontecido com milhares).

Ah, meu Deus, finalmente o Hermman resolveu admitir que não segue todas as orientações do "Escravo Fiel e Discreto". Já é um progresso! Todavia, este mesmo"Escravo Fiel e Discreto" classifica tal procedimento como "apostasia". Caso deseje, posso lhe mostrar um "caminhão" de trechos de literatura afirmando que é exatamente assim. Por outro lado, amplio o convite que lhe fiz, sobre a comunicação de sua presença aqui a Betel, aos 3 anciãos que foram coniventes com seu procedimento. Duvido que permaneçam por muito tempo no cargo e duvido que você permaneça muito tempo sem levado a uma comissão judicativa. Ao que parece, a direção de sua congregação anda "fraca" espiritualmente....

Quanto à amargura, convido-o a ir ter junto aos que perderam um ente querido por recusa de vacina (por 30 anos), recusa de transplante (por 12 anos) e, é claro, recusa de transfusão de sangue (mais de 50 anos). Convido-o a ir ter com aqueles que abriram mão de carreiras, de bens e da saúde em nome de previsões falidas (1874, 1878, 1914, 1918, 1925, 1941, 1975 etc.). Ou com aqueles que abriram mão de sua liberdade, seus direitos políticos (meu caso) ou até de suas vidas, durante os melhores anos de suas vidas, em razão da proibição do serviço alternativo (por mais de 50 anos). Ou com aqueles que agora não podem mais falar com seu pais, ou filhos ou netos ou amigos em razão de exercerem seu direito ao pensamento independente de uma organização tirânica e centralizadora. Talvez aí você descubra algum motivo para amargura....

HERMMAN -2: O que eu escrevi acima expõe em parte o que acho das falhas de alguns membros individuais da organização e meu esforço em evitar categorização massiva (como você faz com o corpo governante agora) ou mesmo ou mesmo sua tentativa de desviar o real assunto em questão. Sua msg e o tom dela prova.

O que você escreveu demonstra tão somente sua ótica moldada pela Sociedade Torre de Vigia e seu interesse em "resgatar ovelhas desgarradas" desta lista de volta a ela, mesmo sem ser capaz de apresentar provas concretas de suas afirmações. Aparentemente, você ainda não percebeu que o filosofar, sem a exposição de evidências concretas, torna-se vazio. A ausência de provas documentais em sua mensagem prova isto...

Quanto ao Corpo Governante, não se esqueça que as decisões deles repercutem sobre a vida de 6 milhões de seres humanos, e não apenas sobre as deles próprios - "A quem muito é dado, muito será cobrado..."

Atenciosamente,

Odracir

PS: No meu último e-mail, apresentei a você cerca de 30 evidências documentais (com mais 6 deste e-mail, fazem 36) e levantei 9 questionamentos (com mais 10 deste, fazem 19) sem que você refutasse sequer um ou apresentasse uma única contraprova documental. No anterior, foram 25 documentos e mais de 11 questionamentos, também sem resposta. Total até agora: 61 provas documentais e 30 questionamentos sem resposta. Até aqui, você tem adotado o seguinte procedimento: simplesmente "categoriza massivamente" as provas e pronto, tudo resolvido. Não sei onde você pretende chegar com isto, mas, lembre-se: a questão pode até estar resolvida aí em sua mente, mas talvez não esteja na mente das outras quarenta e tantas pessoas que assistem a este debate. Ajude-as!

 

 

| Home | Apresentação | Dossiê | História | Doutrinas | Previsões | Medicina | O Nome de Deus  |
| Ocultismo | Atualidades | Mail List  | Depoimentos | Links | Correspondência | Início |