Fatos e Provas versus Emoções


Caro F.

Suas palavras mostram mágoa e frustração, o que eu, até certo ponto, compreendo. Mas, peço-lhe, não nos julgue apressadamente. Muitos de nós, se não todos, passamos por muitos conflitos, assim como você próprio e sofremos bastante por eles. Eu, por exemplo, fui introduzido na organização muito jovem, apenas com 9 anos de idade e toda minha vida a partir desta época foi direcionada pela Torre de Vigia. Imagino que você esteja confuso e, acima de tudo, temeroso de cair em "mãos de demônios". Eu também já senti isto, Deus sabe o quanto!

Mas tente compreender que este seu temor é natural em razão do condicionamento a que você, assim como eu e outros nesta lista, fomos submetidos. A toda hora você ouve expressões do tipo "comer à mesa de demônios" ou "espancar co-escravos". Além do que, a visão de um dia de "ajuste de contas", com milhões sendo destruídos, inclusive os chamados "apóstatas", nos deixa com medo de discordar, até pelo simples instinto de sobrevivência. Não se julgue especial ou diferente dos demais. Todos nesta lista têm suas próprias dores e mágoas. Você também as têm. Não é nosso objetivo melindrar a consciência de ninguém, tampouco a sua. Queremos apenas que as pessoas tomem conhecimento dos fatos que a organização não revela aos seus membros, ou, quando o faz, o faz de maneira parcial.

Por favor, não me diga que ela não oculta ou "branqueia" fatos, pois eu fui TJ por mais de 14 anos (desde 1972), não tendo jamais tomado conhecimento de fatos tais como a proibição das vacinas, a carta a Adolf Hitler, a pregação sobre as pirâmides egípcias, a mansão de Beth Sarim, os abrigos anti-aéreos de Beth Shan, os diferentes cálculos sobre datas do "fim", as alterações não avisadas de literaturas, o incidente Jimmy Swaggart, as mentiras ao governo norueguês, a sonegação de impostos na França, a aquisição de prédios luxuosos (hotéis), a conivência com suborno para adquirir carteiras de reservista no México, o pacto espúrio com o governo búlgaro, a proibição e liberação de transplantes, a proibição e liberação de componentes do sangue, o uso de traduções bíblicas de um médium espírita (caso Greber), o uso de imagens pagãs (cruz e coroa), o túmulo em pirâmide de Charles Russel, as mentiras em tribunal, tanto de Russel como de Rutheford, a advogação de terapias perigosas ou até cancerígenas na revista "Golden Age" (atualmente "Despertai!") e muitas, muitas outras coisas.

Meu querido F., estar emocionalmente ligado à organização é normal, pois eu próprio e todos os demais nesta lista já estivemos. Não o condenamos por isso. Contudo, fechar os olhos a estes fatos é algo bem diferente!!! Se você decide fazer assim, é um direito seu e eu respeito. Mas pondere por um instante:  quando do seu ingresso na lista, muitos dos assuntos até então desconhecidos por você já nos eram bastante familiares. Quando alguém entra nesta lista, é saudado e dele se espera coragem para ouvir antes de contestar. Se você discorda de algum ponto de vista aqui expresso, pesquise, embase seus argumentos, daí expresse-os. Você não será humilhado por isso. Conforme você já deve ter lido, tanto o C., de quem você afirma que somos testemunhas, bem como o Osarsif (de Portugal) e o Irmão Brasileiro têm recebido e-mails bastante agressivos e desrespeitosos de pessoas que supostamente são membros da organização e estes e-mails têm sido publicados na lista. Se você já os leu, viu por si próprio que eles não apontam para provas, não mencionam fatos nem refutam evidências, apenas ameaçam com "destruição", taxa-os de apóstatas e não raramente usam insultos. Não deveriam estes "cristãos " dar o exemplo? É assim que deve argumentar, F.???

Nós não estamos a esconder os fatos!!! Talvez resida nisto a diferença. Estamos abertos a considerar qualquer assunto. Nada é anátema ou dogma. Nos esteamos nos fatos e nas provas, pois entendemos ser isto a coisa mais racional. Pense: uma mãe emocionada não poderia esperar, num tribunal, influenciar a decisão dos jurados sobre seu filho réu simplesmente por dizer, chorosa, o quanto o ama e o quanto confia na inocência dele. ela tem de apresentar provas, provas, provas!!!!  De modo semelhante, o que aqui afirmamos baseia-se, na maioria das vezes, na própria literatura da sociedade e em documentos assinados pelos representantes dela. Não estamos a fazer acusações levianas ou vazias. Por favor, tenha você próprio coragem para verificar por si mesmo ou, então, infelizmente, durma o sono da ilusão. Viver num  mundo de sonhos, F., amiúde leva a pessoa a um despertar duro e, aí sim, pode ser tarde. Sua fé no "escravo"  não é prova de que ele está com Deus. Isto você tem de reconhecer. Acima de tudo, os atos deste "escravo" é que tem de falar por ele. Você tem certeza que conhece os atos deste "escravo"??? Você já imaginou o que seria dedicar sua vida inteira a uma causa sobre a qual você próprio já encontrou incoerências (pois, do contrário, não estaria aqui) e só anos depois descobrir que foi vítima de um engodo?

Quanto à sua afirmação de que aprendeu coisas úteis na organização, tais como a negação da doutrina da trindade ou a doutrina da alma imortal, tenho a dizer-lhe o seguinte: tais formas de pensar não são exclusividade das Testemunhas de Jeová. Na verdade, o "pastor" Russel era adventista, fato este que talvez não seja de seu conhecimento. Foi da igreja adventista que Russel herdou alguns de seus ensinamentos. A negação da trindade ainda pode ser encontrada lá, bem como em outras igrejas ditas cristãs. Você não precisaria ser TJ para chegar a este conhecimento. Incentivo-o a pesquisar um pouco de História  no que pertine às religiões e você descobrirá que a única coisa que era exclusividade da organização chama-se Russel. Ele, assim como outros, deu seguimento a um movimento iniciado por um homem chamado Miller, no século 19, o qual fez repetidamente profecias sobre uma data específica para o fim do mundo. Terá sido mera coincidência a sequência interminável de erros proféticos de Russel, F.???  Ele associou-se a um homem chamado Nelson Barbour, com cujas idéias ele se afinava e, a partir daí, tornaram-se sócios na impressão de uma publicação ("Zion's Watch Tower"), até que se separaram por discordâncias, cada um achando que o outro havia "apostatado". Quem tinha razão: Barbour ou Russel? Ou nenhum dos dois???

Pode você provar isto? Esta semana eu acessei um "site" enviado pelo Osarsif, onde se vê o "pastor" Russel fazendo um discurso sobre a vinda do messias e mostrando as pirâmides como fonte de interpretação para esta vinda. Isto é um fato, não uma acusação. Eu o vi com meus próprios olhos!!! Seja razoável, você acha mesmo que alguém inspirado ou guiado por Deus se serviria de símbolos pagãos como as pirâmides, construídas pelos egípcios que escravizavam o povo de Deus e adoravam gatos, touros, bezerros, escaravelhos, serpentes e outros bichos? Que harmonia pode haver entre a luz e a escuridão, F.? É nisto que você quer basear sua vida?

Quanto à sua afirmação de que não abordamos temas bíblicos, é, a meu ver, um injustiça. Pesquise nesta lista e você encontrará vários e-mails sobre temas tais como a ressureição, Cristo como único mediador, a questão da neutralidade, a forma de pregação e outros. Eu mesmo, bem como o Irmão Brasileiro, temos abordado tais questões. O que talvez lhe escape é o fato de que nós todos temos ou tivemos uma aflição em comum: o efeito da STV em nossas vidas. Por isso é natural que, de um modo ou de outro, abordemos os métodos da organização. Se você leu os objetivos desta lista, deve ter visto que um deles é apoiar ex-TJ.Ora, se precisam de apoio é porque não estão bem!!! Você já se esqueceu do drama dos irmãos xxxxxx e xxxxxx??? A quem, senão a organização, você responsabilizaria pelo sofrimento deles??? Deseja você ser partícipe em tal opressão, F.??? Não teme você, a exemplo do capítulo sete de Mateus, argumentar diante de Cristo, clamando "Senhor, Senhor", quando os atos por você praticados, em apoio àquele que se autodenomina o "escravo", não estiverem de acordo com a vontade de Cristo???

Finalmente, quero dizer-lhe que lamento profundamente sua decisão.Tenho esperanças de tê-lo, em breve, de volta entre nós. Esperarei e ,sinceramente,  não lhe desejo o fracasso, mas temo pelo seu futuro. Se cometi algum erro e isto contribuiu para sua decisão, peço-lhe desculpas. Não era minha intenção ferí-lo. No entanto, as suas próprias palavras mostram que você não está convicto, pois você diz "vamos ver no que vai dar...". Ora, F., você já se esqueceu de Hebreus 11:1, onde se diz que a fé é a espectativa certa de coisas esperadas, a demonstração evidente de realidades, embora não observadas? Que espécie de fé é a que você tem? É fé em Deus ou na organização que se diz representante dele? Acha que é a mesma coisa? Será exatamente por sua fé depender dos atos da organização e não dos atos de Deus que esta se encontra abalada?

Deixo para você um pensamento: A mais tola das ilusões compensatórias é aquela que faz um homem pensar que são moralmente inferiores aqueles que pensam de modo diferente do seu (Bernard Shaw).

PS: Não sou testemunha do Cid (o moderador) nem de Franz nem de Osarsif nem de quem quer que seja. A Watchtower já me deixou bastante claro o prejuízo de ceder a mente como massa de oleiro a quem quer que se diga proprietário da verdade!

1

 

| Home | Apresentação | Dossiê | História | Doutrinas | Previsões | Medicina | O Nome de Deus  |
| Ocultismo | Atualidades | Mail List  | Depoimentos | Links | Correspondência | Início |